Início » Cidades » Câmara aprova projeto que cria agência do INSS em Jandira

Câmara aprova projeto que cria agência do INSS em Jandira

Jandira terá em breve uma agência do Instituto Nacional de Securidade Social (INSS). O projeto de lei do prefeito Paulinho Bururu, após intenso debate na sessão da Câmara Municipal de Jandira ontem, 19 de agosto, foi aprovado por unanimidade.

A bancada de oposição não tinha o menor interesse em votar uma materia tão importante e protelou, mas no final foi convencida pelos argumentos do presidente da Câmara, vereador Gê que em seu discurso convenceu a oposição a deixar de lado a campanha eleitoral e pensar no beneficio que um agência do INSS trará pra Jandira ” Quantas cidades do Brasil não gostariam de ter uma agência” informou Gê. e emendou ” Não podemos admitir que questões politicas impeçam que um benefício desse seja desprezado” encerrou Gê. Já o candidato a prefeito Dr. Sato (PMDB) revelou-se um defender do projeto “Eu poderia ter o maior dos interesses que esse convênio não saisse do papel, mas acredito que questões políticas eleitorais não devem atrapalhar e Jandira precisa mesmo de uma agencia do INSS, por isso peço o voto dos senhores”,  disse Sato.

Para o lider oposicionista vereador Mi, que propõs uma emenda ao projeto, agência é bem vinda, mas a Câmara precisa saber e aprovar o valor desse convenio” afirmou]. O projeto foi aprovado por 9 votos, e agora volta a Prefeitura para que seja então formalizado o convêno. Segundo informações, a agencia do INSS poderá ser inaugurada ainda em 2008. Na região, apenas Jandira não possui um agência do INSS, que funciona nas cidades de Itapevi, Barueri, Santana de Parnaíba, Osasco e Cotia.

 

 

 

Anúncios

1 Comentário

  1. Filipe Prado disse:

    Fala Paulo, beleza…

    Acredito que já esteja sabendo, mas segue aí…

    Enteado do presidente Lula tem pedido de registro negado (atualizado)

    Os juízes do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo acabam de negar o pedido de registro de Marcos Cláudio Lula da Silva (PT), enteado do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que pretendia concorrer ao cargo de vereador, em São Bernardo do Campo, nas Eleições 2008. A inelegibilidade se deu por parentesco.

    A decisão manteve o indeferimento dado pelo juiz de primeiro grau que acolheu impugnação pedida pelo Ministério Público Eleitoral. A votação foi unânime.

    A Constituição Federal prevê, no parágrafo 7º do art. 14, que são inelegíveis, no território de jurisdição do titular, o cônjuge e os parentes consangüíneos ou afins, até o segundo grau ou por adoção, de presidente da República, governador e prefeito, a menos que já seja titular do mandato e candidato à reeleição.

    Cabe recurso ao TSE.

    Assessoria de comunicação social
    (11) 2858-2322/ 2332

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: