Início » Uncategorized » Para fugir do povo, vereadores votam fim da Câmara Itinerante

Para fugir do povo, vereadores votam fim da Câmara Itinerante

Com medo de cobranças de promessas de campanha, possíveis atentados e também pedradas, vereadores de Jandira votaram o fim do projeto Câmara Itinerante. Sem argumentos convincentes e possivelmente atendendo a orientação do governo do PSDB, parlamentares não querem saber de sessão fora da sede da Câmara Municipal no centro da cidade.

Segundo o autor do projeto o suplente Henrique Francisco de Alexandria o projeto é um grande risco aos vereadores e também aos funcionários que tem que trabalhar a noite nos dias de sessões nos bairros. Henrique disse aos colegas que as sessões acontecem em lugares perigosos e em verdadeiros barracos, colocando assim em risco as pessoas. Com sua fala o vereador foi corrigido pelos vereadores e teve que se retratar e negar que tenha algum preconceito com alguém que vive em barracos.

Para oposição a extinção do projeto não veio da cabeça dos vereadores, mas sim de um projeto de governo, já que segundo o vereador Geraldo Teotônio da Silva, Reginaldo Camilo e Maura Soares, ambos do Partido dos Trabalhadores (PT) o atual prefeito tem um certo medo de povo e quer á todo custo evitar que o povo acompanhe o que se aprova no Poder Legislativo.

“Essa ação parece ser orientada pelo governo do PSDB”, questionou o oposicionista Reginaldo Camilo dos Santos, Zezinho do PT . Ele disse também que as últimas ações do governo Walderi não deixam dúvida que é uma ação articulada dentro do governo. “As demissões de agentes de saúde, truculência no Cursinho Popular e agora a extinção da câmara itinerante, demonstram que algo esta errado e isso é grave”, declarou Zezinho.

Pelo que parece a orientação do governo do PSDB existe mesmo e até quem no passado votou pela criação do projeto, hoje apoia Walderi e votou favorável a extinção do projeto.

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: