Início » Uncategorized » Juíza cancela feriado do Dia da Consciência Negra em Barueri

Juíza cancela feriado do Dia da Consciência Negra em Barueri

A juíza substituta da Vara da Fazenda Pública de Barueri determinou após ação do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (CIESP) o cancelamento do feriado municipal do Dia da Consciência Negra em Barueri. No pedido um dos argumentos usados pela CIESP foi zelar pelo interesse de seus associados, que seriam prejudicados caso fosse garantida a falta remunerada ao trabalho no dia 20.

Ao acatar o pedido a juíza em seu despacho teve como fundamentação  matéria de direito do trabalho que é de competência da União, por não se tratar de feriado religioso, e sim civil, e só ela poderia fazê-lo, não tendo então validade o ato aprovado pela Câmara Municipal e sancionado pelo prefeito de Barueri.

Falta pouco mais de 9 dias, cabe agora ao jurídico da Prefeitura de Barueri recorrer em instâncias superiores para assim garantir o feriado da Consciência  Negra, ou mesmo as entidades que os representam.

Seja qual for o resultado, o mais intrigante é saber que só agora, as vésperas da data em questão tomam uma atitude para impedir que seja dado o feriado, e mais uma vez o poder econômico severo representado pelo sistema FIESP  (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo) que somente visa o lucro, não reconheça a importância cultural do feriado

O Dia da Consciência Negra 20 de novembro é comemorado há muitos anos em  mais de 300 cidades em todo o Brasil. Em Alagoas é feriado estadual, no municipio do Rio de Janeiro também. Na Bahia, Salvador comemora a data com grandes eventos que relembram o lider Zumbi dos Palmares, principal referência histórica e cultural do povo negro e que deveria ser também do todos os brasileiros, inclusive dos empresários da FIESP.

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: