Início » Uncategorized » Após recesso câmaras municipais voltam aos trabalhos, na terça-feira, 01/02

Após recesso câmaras municipais voltam aos trabalhos, na terça-feira, 01/02

Após quase dois meses, termina na próxima terça-feira, 01/02 o recesso das câmaras municipais em todo Brasil. Em São Paulo, mais especialmente na região oeste, o clima pré-eleitoral começa com o reinício dos trabalhos legislativos, e com novos membros  das mesas diretoras.

Em Barueri, Josue Pereira, Jô, (PTB) eleito ano passado, assume pela primeira vez a presidência da casa. Lá a disputa mostrou-se acirrada, mas no final a barganha política, o loteamento de cargos, e saída de alguns vereadores garantiram a vitoria esmagadora de Jô, que só não foi unânime devido a abstenção do vereador Prof Agnerio Nery Ferreira (PT) que até articulou um grupo de oposição, mas foi vencido.

No caso de Itapevi, a prefeita Dr Ruth Banhonher perdeu apoio da casa, que elegeu presidente um vereador da oposição, o que deve dificultar a tramitação de projetos de interesse do executivo. Mas o fato que chama a atenção é que a vitória da oposição teve apoio explicito do vereador, ate então da situação, Flaudio Azevedo Limas (PT), do mesmo partido da prefeita.

Em Osasco, Aluizio Pinheiro (PT) assume os trabalhos e preside a Câmara Municipal. Em Carapícuiba, após acordos antes impossíveis, Alexandre Pimentel (PT) conseguiu se eleger presidente quase por unanimidade.

Mas é em Jandira, que devem estar todos os holofotes, afinal a cidade  ainda vive o clima de terror pelo assassinato do prefeito Braz Pascholin,  nova prefeita no cargo, Anabel Sabatine (PSDB) e o indiciamento do ex-secretário de Habitação Wanderley Aquino como mandante do assassinato do prefeito.

Outro fato, é a susposta participação de seis dos onze vereadores, que segundo o Ministerio Público, fariam parte de esquema de compra de votos, o chamado “mesalinho’, que teria sido pago para os parlamentares para aprovação de projetos do então prefeito Braz Paschoalin.

Seja como for, o ano começa com pendências, afinal o caso do assassinato do prefeito não foi totalmente esclarecido, e a câmara municipal precisa esclarecer as denúncias contra seus membros, que andaram sumidos da cidade, salvo algumas excessões.

O certo é que a partir de 1º de fevereiro a vida política tanto de Jandira como das outras cidades da região irão recomeçar, e num ano pré-eleitoral a política estará em tempos de fechamentos, troca de legenda, busca de apoios ,  e assim por diante.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: